NOVEMBRO AZUL > CANCER DE PRÓSTATA = TUDO A VER


Passado o Outubro Rosa, que foi instituído como o mês de conscientização sobre os cuidados com o câncer de mama, chegamos ao mês de Novembro, que também tem sua campanha, só que agora para conscientizar da necessidade de prevenção contra o câncer de próstata.


Esse assunto torna-se um pouco mais delicado pela dificuldade dos homens em encarar a situação e, assim, não procurarem prevenção ou mesmo ajuda para o caso. Já com animais o caso é diferente, porque somos nós tutores que os levamos ao médico veterinário, portanto não tem como fugir.

Essa enfermidade também ocorre nos animais e temos que ter maior cuidado.

No caso de gatos, a incidência é menor, bem menor, quase inexistente, mas nos cães a realidade não é a mesma, e geralmente acomete os cães mais velhos, a partir dos 09 anos. A próstata está localizada um pouco abaixo da bexiga e quando acima do seu tamanho normal pode comprimir a uretra e dificultar a saída da urina.


Mais uma vez, a prevenção é imprescindível! A atenção do tutor e a constante ida ao veterinário pode revelar em tempo o aparecimento da doença, e quanto antes tratar, melhor.

Nem sempre os sintomas revelam a enfermidade, pois existem outras muito parecidos, tais como: hiperplasias benignas (aumento de tamanho), hiperplasias malignas (câncer), prostatites (inflamações), presença de cistos. Mas somente o médico veterinário, através de exames específicos, poderá detectar o problema. Às vezes, mais de um médico veterinário para se ter uma 2ª e 3ª opinião.


A perda de peso rápida e grande é um dos sintomas mais visíveis, juntamente com o dorso arqueado, que assim se apresenta porque o bichinho, para não sentir a dor, que é aguda, tenta não colocar peso sobre a próstata enquanto anda. Além desses sintomas, existem outros como sangue na urina, grande esforço para urinar, apatia, falta de apetite e prostração.

O diagnóstico é revelado após exames de urina, raio x ou ultra-som, além da biópsia da parede retal que verifica o tipo de células presente e dá ao médico veterinário diretriz para escolher o melhor tratamento.


Novamente a castração é importantíssima. Apesar de não impedir totalmente, inibe bastante o aparecimento da enfermidade.


Quando já instalada, o que pode retardar a progressão da enfermidade e aliviar a dor é a quimioterapia e a radioterapia, se diagnosticados precocemente, além das drogas antiandrogênicas - drogas que impedem a ação dos hormônios que dão origem ao desenvolvimento de características próprias do sexo masculino, sendo o mais conhecido a testosterona (hormônio masculino produzido pelos testículos).

Enfim, prevenção é o melhor remédio. E para isso, a atenção e observação do tutor é o melhor e mais barato aliado. Observe, toque, massageie seus animais de estimação. Além de ótimo preventivo, faz com que eles se sintam mais felizes e interajam muito mais com você e com a sua família.

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square